Especulação de Ilusões

Durante esta semana a imprensa nacional deu destaque especial sobre a subida do preço dos combustíveis fosseis. Mas como os argumentos convencionais, relacionados com escassez de produção e excesso de procura, já se encontram desgastados têm de surgir novas justificações suficientemente atractivas para que o interesse nesses jornais não desvaneça. Eis um exemplo de um especialista na matéria – Luís Rego do Diário Económico:

Especuladores controlam 70% do preço do petróleo
A especulação parece estar a comandar a escalada de preços do petróleo. A fatia de mercado operada por especuladores, que ao contrário de outros, não têm interesse económico directo naquela matéria-prima, disparou de 37% em 2000 para 71% em Abril deste ano, revelou ontem a Comissão de Mercados de Futuros de Matérias-primas (CFTC) dos EUA.”

Interpretando esta declaração à luz da ciência do Sr. Luís Rego podemos deduzir que se actualmente o preço do petróleo (NYMEX light) encontra-se a transaccionar a $140 então 70% desse preço é da inteira responsabilidade dos especuladores ou seja $98. Isto significa que se esses malditos especuladores fossem afastados do mercado o preço baixaria para $42. (o disparate parece ganhar proporções míticas na imprensa)

Podemos definir um especulador como aquele que entra num mercado somente para adquirir matéria prima com o intuito de a armazenar para posteriormente a vender a um preço superior e lucrar com a operação. Assim se tivermos informação sobre quais as elasticidades (variação percentual da quantidade procura ou oferecida quando o preço varia 1%) podemos determinar qual a quantidade de petróleo que esses gananciosos andam a guardar para enriquecer.

Vamos considerar o extremo e considerar que a oferta de petróleo é inelástica, ou seja, no curto prazo a produção encontra-se fixa como tal variações de preço não alteram a oferta. Se na procura considerarmos uma elasticidade bastante conservadora de -0.15 então podemos finalmente determinar a quantidade que está a ser armazenada. Após uns cálculos muito simples chegamos à conclusão de que 10.5% da oferta encontra-se a ser armazenada pelos especuladores ou o equivalente a 8.9 milhões de barris por dia. Vamos repetir 8.9 milhões de barris por dia que estão a ser retirados do mercado. Contabilizando a partir do início do ano teríamos qualquer coisa como 1000 milhões de barris armazenado um pouco por todo o mundo. Isso é muito petróleo para ser armazenado, especialmente quando os stocks de petróleo se encontram em níveis historicamente baixos:

(fonte: eia)

Que conclusões podemos retirar daqui?? Anda muita gente iludida com esta história da especulação.

Mas vamos continuemos nesta viagem pelo mundo da análise à especulação que se faz em Portugal. No blogue bastante popular ladrões de bicicletas, João Rodrigues e Nuno Teles, também se analisa a especulação mas à luz da doutrina socialista. Ora vejamos o que se diz na oração:

“A actual subida dos preços alimentares tem causas diversas. Contudo, só a especulação parece poder explicar o crescimento exponencial dos preços num tão curto espaço de tempo. Esqueçam, no entanto, a clássica ideia do especulador a guardar cereais num armazém à espera de uma subida dos preços. Graças à liberalização financeira, qualquer um de nós pode converter-se num especulador através do mercado de futuros.”

Amen!

Desta forma podemos inferir que na inexistência de mercado de futuros não existiria especuladores por implicação não existiria subida de preços. Mas será mesmo assim? Não é o que indica no preço de muitas mercadorias que não são transaccionadas em mercados organizados:

Se queremos ser minimamente sérios naquilo que estamos a escrever é necessário saber do que se está a falar. Não é necessário ser nenhum especialista na matéria ou escrever uma dissertação de doutoramento. Bastam apenas alguns conceitos básicos de economia e curiosidade de pensamento livre de preconceitos ou dogmas.

Sobre o mercado à vista e a prazo no mercado de petróleo recomendo fortemente um artigo de Randy Waldman (apontado por Paul Krugman). Extremamente esclarecedor.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Microeconomia com as etiquetas , , . ligação permanente.

Comentar...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s